Como fazer fotografia de cachoeira em movimento

Como fazer fotografia de cachoeira em movimento

Mesmo se você não for um grande fã de acampamento, campo e trilhas no meio do mato, você provavelmente gosta de grandes e belas cachoeiras. Não é difícil apreciá-las. Há algo no fluxo da água que é belo e excitante. Quando a fotografia de cachoeira é feita com uma velocidade de obturador baixa, a água borra formando uma imagem tranquila que, de fato, passa a sensação de movimento em uma foto estática.

Já entrou de férias? Então aproveite e descubra os encantos da natureza e vá atrás de uma cachoeira para praticar as dicas dessa matéria. É só pegar o seu equipamento fotográfico e seus sapatos de trilha e sair fotografando.

É TUDO SOBRE A VELOCIDADE DO OBTURADOR

eberson-fotografia-cachoeira (1)

A regra mais importante na hora de fotografar cachoeiras é utilizar a velocidade do obturador baixa.

É aconselhável que você configure a velocidade entre meio segundo e dois segundos, te garanto que vai funcionar. Se você usar velocidades mais rápidas, você vai congelar o movimento da água e não vai ser possível obter o resultado esperado.

Quanto mais o diafragma ficar aberto, mais borrada a cena vai ficar. Como você pode reparar, quanto mais longa for a exposição, mais borrada e mais abstrata ficará a sua foto.

SE PREPARANDO PARA FOTOGRAFAR

eberson-fotografia-cachoeira (3)

Já que você vai precisar fotografar com uma velocidade baixa para fazer uma fotografia de cachoeira, você vai precisar configurar a sua câmera para o modo prioridade de abertura e selecionar a abertura específica. Esteja certo também que a sua câmera fotográfica está ajustada com o ISO mais baixo possível, já que o ISO mais alto vai fazer com que a sua câmera fique mais sensível à luz, e consequentemente, disparar com velocidade mais alta.

O uso do tripé também é essencial. Quando usamos uma velocidade muito baixa, as chances de você ter uma fotografia tremida como resultado são muito maiores e é aí que o tripé entra: para manter a câmera estática e reduzir esses riscos.

FAZENDO A FOTOGRAFIA DE CACHOEIRA

eberson-fotografia-cachoeira (4)

Já que o obturador vai ficar aberto por um tempo, qualquer vibração, por mais leve que ela seja, pode borrar a fotografia. Quando você for fotografar cachoeiras, é recomendado também é uso de um disparador remoto, que pode ser tanto sem fio, ou com cabos que se conectam à sua câmera. Antes de tudo, veja se o seu equipamento tem essa opção e compre o material compatível com o modelo de câmera fotográfica que você usa.

Se você não tiver acesso fácil ao disparador remoto, você pode conseguir um resultado similar usando o timer da sua câmera; acione o timer, aperte o disparador da câmera, se afaste e não toque no equipamento fotográfico até que a fotografia seja feita.

COMO EVITAR A SUPEREXPOSIÇÃO

Capturar essas lindas e suaves cachoeiras e rios pode ser bem fácil, uma vez que você aprende a dominar as instruções básicas – como usar o tripé e ajustar a velocidade corretamente. Você pode perceber, no entanto, que algumas partes da sua fotografia de cachoeira ficaram superexpostas. O problema é que a gama total de exposições, do reflexo claro da água às sombras escuras das folhagens, é maior do que a sua câmera é capaz de capturar em apenas uma imagem.

Uma solução popular é usar um filtro de lente com densidade neutra. Esse filtro pode ser acoplado na frente da sua lente (se a sua lente tiver esse encaixe, como a maioria das DSLR tem) e ele reduz a quantidade de luz que atinge o seu sensor. Isso pode ajudar a reduzir, ou eliminar o pior das superexposições.

 

Fonte: Amor pela Fotografia

0 Comments

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *